Arquitetura bioclimática: o que é e quais seus benefícios?

  • Home
  • Logística
  • Arquitetura bioclimática: o que é e quais seus benefícios?

A sustentabilidade é uma das palavras do momento. Contudo, é importante deixar claro que os primeiros estudos para a integração da arquitetura com a natureza e o clima surgiram na década de 1960, por meio da arquitetura bioclimática.

Esse conceito busca uma relação harmoniosa entre o ambiente construído, o clima e seus processos de troca de energia. O objetivo é o conforme ambiental humano em todas as suas formas (acústica, térmica, luminosa, entre outras).

Levando-se em consideração o impacto causado pela construção civil, é fundamental pensar em maneiras de se empregar as ideias de sustentabilidade e ecologia no setor, buscando um mundo verde e eficiente. Esses aspectos devem ser incorporados em grandes empreendimentos e pequenas construções, como casas e sítios. 

Interessou-se pelo assunto? Então, continue a leitura deste artigo e conheça o que é e quais são os benefícios da arquitetura bioclimática. Não deixe para depois, combinado?

Descubra o que é a arquitetura bioclimática

A arquitetura bioclimática, como já destacamos, é um conhecimento que busca o equilíbrio entre as construções e o meio ambiente. Seu principal propósito é a otimização do uso de recursos naturais (consequentemente, o ser humano pode ter conforto sem deixar de estar em harmonia com a natureza). 

Em outras palavras, a arquitetura bioclimática visa à criação de projetos arquitetônicos em conformidade com os traços bioclimáticos específicos de cada lugar. Dessa forma, torna-se possível aumentar a eficiência energética dos empreendimentos e reduzir seus impactos ambientais.

No caso de lugares muito frios, é interessante contar com um isolamento nas fachadas e na cobertura. A utilização de vidros mais transparentes em relação à radiação solar permitirá que o infravermelho do sol se transforme em ondas de calor, gerando aquecimento no ambiente interno. Vale destacar que um vidro com esse tipo de característica passou por um tratamento especial.

Em contrapartida, nos espaços mais quentes, pode-se adotar uma cobertura que impeça a entrada da radiação solar, com vidros mais escuros e menos transparentes. Assim, é possível destacar alguns princípios básicos da arquitetura bioclimática, como:

  • consideração do ciclo de vida da estrutura edificada;
  • criação de espaços em ambientes saudáveis;
  • redução ou eliminação de desperdícios;
  • aumento da eficiência energética;
  • uso de fontes renováveis de energia;
  • adoção de materiais que não agridem o meio ambiente.

Entenda como esse conceito pode ser aplicado nas indústrias

Quando ouvimos a palavra “arquitetura”, logo vêm à nossa mente plantas arquitetônicas e imóveis residenciais ou comerciais — e o mesmo ocorre com a arquitetura bioclimática. Contudo, esse conceito também pode ser aplicado nas indústrias. 

É preciso lembrar que a função da arquitetura bioclimática é a criação de ambientes que integrem as necessidades do homem com o meio ambiente, utilizando técnicas que aumentem o aproveitamento das condições climáticas.

Uma indústria pode apresentar, por exemplo, corredores abertos ao ar livre, telhados com ventilação natural, isolamento de fibra de vidro e outros recursos naturais em sua estrutura. Sendo assim, as plantas industriais devem ser projetadas de acordo com as características do local, definindo as ações e adaptações que podem ser realizadas.

É fundamental prestar atenção em quatro aspectos:

  1. garantir a projeção de espaços;
  2. utilizar a natureza de maneira inteligente;
  3. diminuir desperdícios;
  4. usar a tecnologia. 

Garanta a projeção de espaços

A projeção de espaços nas indústrias deve propiciar locais saudáveis. Eles devem ser capazes de garantir a segurança, a qualidade de vida e o bem-estar de todos os colaboradores. 

Use a natureza de forma inteligente

O uso inteligente da natureza é empregado com o objetivo de diminuir o consumo de energias não renováveis e/ou poluentes. Sendo assim, o correto emprego de recursos permite o aumento da eficiência energética, mas sem prejudicar a necessidade de uso da indústria. 

Diminua desperdícios e reduza a geração de lixo

É preciso adotar o uso de fontes renováveis em conjunto com a escolha de materiais que não sejam prejudiciais ao meio ambiente, além de buscar ações que visem à reciclagem. Sendo assim, será possível diminuir, consideravelmente, os desperdícios e a geração de lixo. Pense nisso!

Use a tecnologia

A tecnologia é um fator que deve ser sempre visto como aliado da arquitetura bioclimática. Por meio dela, é possível encontrar soluções eficientes e que estejam dentro do orçamento das empresas, como painéis solares e vidros reflexivos.

Além dos materiais, os softwares podem ser interessantes, permitindo a simulação da estrutura da indústria com exatidão e precisão. É válido deixar claro que as soluções não precisam ser caras. Os sistemas simples, eficientes, comuns e antigos também fazem parte da arquitetura bioclimática.

Conheça as principais vantagens da arquitetura bioclimática

A arquitetura bioclimática pode gerar inúmeras vantagens tanto para a indústria quanto para as residências e demais edificações. Não podemos deixar de mencionar que o ganho de qualidade de vida será um dos principais destaques. Veja, abaixo, quais são os demais.

Explore a iluminação natural

luz natural é imprescindível em um projeto de arquitetura bioclimática. Quando bem utilizada, ela pode ser responsável pela redução da necessidade de iluminação artificial. Assim, será possível diminuir as temperaturas, pois a luz artificial é convertida em calor. 

Outra forma de explorar a iluminação natural se dá pela instalação de um sistema de energia fotovoltaica. Nele, a irradiação solar converte-se em energia elétrica, gerando economia para o empreendimento. 

Invista no aquecimento natural

Além da energia solar, é possível implementar um sistema de aquecimento à base de água. Com ele, o uso de água quente em chuveiros e torneiras ocorrerá de forma gratuita, por meio da energia. Assim, não há nenhum prejuízo ao meio ambiente. 

Aposte no isolamento térmico

A escolha dos materiais isolantes certos possibilita a conservação da temperatura interior de um ambiente por mais tempo. Uma prática comum é a aposta no telhado verde, melhorando o isolamento térmico da estrutura, protegendo-a de altas temperaturas no verão e mantendo-a no inverno. 

Conte com o resfriamento natural de ambientes

O resfriamento natural de ambientes pode ser obtido com a ventilação, que é uma grande auxiliar da arquitetura bioclimática. O uso do vento será capaz de garantir a renovação do ar, refrescando o local e removendo o excesso de umidade. 

Contudo, para garantir um melhor aproveitamento, é preciso estudar as massas de ar, os movimentos constantes e as intensidades e direções do vento. O ideal é elaborar uma estratégia de resfriamento dos ambientes, substituindo o ar interno, mais quente, pelo de fora. 

Dessa forma, pode-se reduzir a frequência de utilização do ar condicionado e, ainda, proporcionar um ambiente mais agradável.

A arquitetura bioclimática é um conceito que vem sendo cada vez mais empregado. A busca constante por ações sustentáveis e práticas que privilegiem o meio ambiente está crescendo consideravelmente e sendo muito bem-vista pelo mercado. Então, certamente valerá a pena investir nesse conceito, não é mesmo?

Gostou de saber mais sobre a arquitetura bioclimática? Interessou-se pelo assunto? Então, que tal descobrir quais são os estudos preliminares de um anteprojeto arquitetônico? Até a próxima!

Deixe um comentário
Share This